Pesquisar este blog

Breaking News
recent

Brasileiras mais belas do século

Veja as 5 brasileiras mais belas dos últimos 100 anos. Veja as fotos e deixe sua opinião. Essas são só algumas de nossas divas.
Ana Paula Arósio
Ana Paula Arósio
Ana Paula Arósio, atriz e modelo. Nasceu em 16 de julho de 1977. Foi considerada, por publicações internacionais, uma das mulheres mais belas do mundo. A partir de 1999, tornou-se um dos rostos mais conhecidos do Brasil como garota-propaganda da Embratel.
Tais Bianca Gama de Araújo Ramos
Tais Bianca Gama de Araújo Ramos
Tais Bianca Gama de Araújo Ramos, atriz, modelo e apresentadora de televisão. Nasceu em 25 de novembro de 1978. Foi à primeira atriz negra a ser protagonista de uma telenovela brasileira, “Xica da Silva”, em 1996. Em 2000, foi eleita pela revista “People”, uma das “25 belezas latinas”.
Maria Fernanda Cândido
Maria Fernanda Cândido
Maria Fernanda Cândido, atriz e modelo. Nasceu em 21 de maio de 1974. Atuou em várias novelas e minisséries, com destaque para “Terra Nostra”. Em 2000 foi comparada com a atriz mais bonita do século, a italiana “Sophia Loren” eleita a mulher mais bonita do século.
Gisele Caroline Bündchen
Gisele Bündchen
Gisele Caroline Bündchen, modelo e atriz. Nasceu em 20 de julho de 1980. Em 2000, Gisele foi considerada pela “Rolling Stone” a modelo mais bonita da história.
Eleita em 2013 pela Revista Forbes, uma das 100 mulheres mais poderosas do mundo. Bundchen foi a modelo mais bem paga do mundo pelo sétimo ano seguido, na lista da revista americana Forbes, após acumular 42 milhões de dólares em 12 meses (entre junho de 2012 e junho de 2013). Ainda de acordo com a publicação, desde que a revista começou a “acompanhar” a fortuna de Gisele, em 2011, a top recebeu US$ 386 milhões (cerca de R$ 850 milhões) – levando-se em conta a inflação dos EUA, o valor estimado chega a US$ 427 milhões, equivale a cerca de R$ 940 milhões. Em 2013, foi escolhida pela Revista Época, uma das 100 personalidades mais influentes do Brasil. Com mais de 500 capas de revistas em seu currículo, é a segunda personalidade feminina do planeta com mais capas com sua imagem, depois da Princesa Diana.
Luíza Brunet
Luiza Botelho da Silva
Luiza Botelho da Silva, atriz, modelo e empresária. Nasceu em 24 de maio de 1962. É considerada um dos maiores símbolos sexuais brasileiros do século 20.
Tornou-se famosa no início da década de 80, quando tornou-se top model exclusiva das calças Dijon e ensaios nus para diversas revistas masculinas, como Ele e Ela e Playboy (para esta em maio de 1983, dezembro de 1984 e maio de 1986). Com forte apelo visual, Luiza tornou-se um dos grandes símbolos sexuais do Brasil da época.

Beleza 

Beleza é uma característica de uma pessoa, animal, lugar, objeto ou ideia que oferece uma experiência percentual de prazer ou satisfação. A qualidade do que é belo.
A experiência de “beleza” muitas vezes envolve uma interpretação de alguma entidade como estando em equilíbrio e harmonia com a natureza, o que pode levar a sentimentos de atração e bem-estar emocional. Como isso pode ser uma experiência subjetiva, muitas vezes se diz “A beleza está nos olhos de quem vê”.

Visão histórica da beleza

Há evidências de que a preferência por rostos bonitos surge no início do desenvolvimento da criança, e que os padrões de atratividade são similares aos diferentes sexos e culturas. A simetria é também importante, pois ela sugere a ausência de defeitos adquiridos ou genéticos. Um estudo publicado em 2008, sugere que simetria facial é importante porque sugere a ausência de defeitos genéticos ou adquiridos.
Embora o estilo e a moda variem amplamente, pesquisas com diferentes culturas encontraram uma variedade de pontos em comum na percepção das pessoas sobre a beleza. A mais antiga teoria ocidental de beleza pode ser encontrada nas obras dos primeiros filósofos gregos pré-socráticos, tais como Pitágoras. A escola pitagórica viu uma forte conexão entre matemática e beleza. Em particular, eles observaram que os objetos com medidas de acordo com a proporção áurea pareciam mais atraentes.
Platão considerava que a beleza era a idéia (forma) acima de todas as outras idéias. Aristóteles viu uma relação entre o belo e a virtude, argumentando que “A virtude visa à beleza.”
A filosofia clássica e esculturas de homens e mulheres produzidos de acordo com os princípios desses filósofos de ideal da beleza humana foram redescobertos no Renascimento europeu, levando a uma re-adoação do que ficou conhecido como um “ideal clássico”. Em termos de beleza humana feminina, uma mulher cuja aparência está em conformidade com esses princípios ainda é chamada de “beleza clássica” ou diz-se que possui uma “beleza clássica”, enquanto que as bases estabelecidas por artistas gregos e romanos também forneceram o padrão para a beleza masculina na civilização ocidental. Durante a era gótica, o cânone estético clássico da beleza foi rejeitada como pecaminoso. Somente Deus é belo e perfeito, enquanto o homem é falho pelo pecado original e não pode alcançar nenhuma beleza em sua vida se não for através de Deus. Mas tarde, a Renascença e o Humanismo rejeitaram essa visão, e consideraram a beleza como um produto da ordem racional e da harmonia das proporções. Artistas e arquitetos da Renascença (como Giorgio Vasari em seu “vidas de artistas”) criticaram o período gótico por ser irracional e bárbaro. Este ponto de vista sobre a arte gótica durou até o Romantismo, no século XIX.
A Idade da Razão viu um aumento no interesse na beleza como um assunto filosófico. Por exemplo, o filósofo escocês Francis Hutcheson argumentava que a beleza é “unidade na variedade e variedade na unidade”. Os poetas românticos também tornaram-se altamente preocupados com a natureza da beleza, com John Keats argumentando em “Ode a uma urna grega”, que
Beleza é verdade, verdadeira beleza, - isso é tudo.
Sabeis na terra, e vós todos precisam saber.
No período romântico, Edmund Burke apontou as diferenças entre a beleza em seu sentido clássico e o sublime. O conceito de sublime de Burke e Kant nos permitiu compreender que, mesmo a arte gótica e a arquitetura não sendo sempre “simétricas” ou aderentes ao padrão clássico de beleza como o outro estilo, não é possível dizer que a arte gótica é “feia” ou irracional: é apenas uma outra categoria estética, a categoria sublime.

Beleza Humana 

Pesquisadores têm estudado a percepção de beleza em indivíduos cuja face representava um média matemática de proporção em condições mais controladas e descobriram que o rosto gerado por computador através da média aritmética de uma série de rostos é avaliado de forma mais favorável do que os rostos individuais. Evolutivamente, faz sentido que as criaturas sexuais são atraídos por companheiros que possuem características predominantes comuns ou médias.
Uma característica de belas mulheres que tem sido explorada pelos pesquisadores é a relação cintura-quadril de 0,70. Os fisiologistas têm mostrado que as mulheres com “forma de ampulheta” são mais férteis do que outras mulheres, devido a altos níveis de certos hormônios femininos, fato que pode subconscientemente condicionar os homens a escolherem companheiras.
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

3 comentários:

  1. Belas mulheres!
    Muito boa a página,muitas coisas interessante e organizado!
    Parabéns!!!


    http://encontreipravc.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Todas lindas! Mas nenhuma compara-se com a beleza de Ana Paula Arosio. Nunca vi uma mulher tão linda. Parabens pela postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica bem difícil. Afinal estamos no paraíso das lindas mulheres brasileiras.

      Excluir

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.