Pesquisar este blog

Breaking News
recent

As principais maravilhas de Manaus

Manaus é um município brasileiro, capital do estado do Amazonas e o principal centro financeiro, corporativo e econômico da Região Norte do Brasil. É uma cidade histórica e portuária, localizada no centro da maior floresta tropical do mundo. Situa-se na confluência dos rios Negro e Solimões, sendo uma das cidades brasileiras mais conhecidas mundialmente, principalmente pelo seu potencial turístico e pelo ecoturismo, o que faz de Manaus o décimo maior destino turístico e pelo ecoturismo, o que faz de Manaus o décimo maior destino de turistas no Brasil. Pertence à mesorregião do Centro Amazonense e à microrregião hormônima, e destaca-se pelo seu patrimônio arquitetônico cultural, com notáveis museus, teatros, templos, palácios e bibliotecas. Esta localizado no extremo norte do pais, a 3 490 quilômetros da capital nacional, Brasília. Manaus é a cidade mais populosa do Amazonas e da Amazônia, com uma população de mais de dois milhões de habitantes, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2015. Em nível nacional, se coloca como a sétima mais populosa do Brasil além da 131° mais populosa do mundo.

O rio Amazonas esta entre as 7 maravilhas de Manaus e do Mundo

O rio Amazonas, localizado na América do Sul, é o segundo rio mais extenso do mundo, com 6992, 06 km e mais de mil afluentes, sendo de longe o com maior fluxo de águas por vazão, com uma média superior que dos próximos sete maiores rios combinados não incluindo Madeira e rio Negro, que são afluentes do Amazonas). 
A Amazônia tem a maior bacia de drenagem do mundo, com cerca de 7 050 000 quilômetros quadrados, é responsável por cerca de um quinto do fluxo pluvial do mundo. O amazonas tem sua origem na nascente do rio Apurímac (alto da parte ocidental da cordilheira dos Andes), no sul do Peru, e deságua no oceano Atlântico junto ao rio Tocantins no delta do Amazonas, no norte brasileiro. Ao longo de seu percurso recebe, ainda no Peru, os nomes de Carhuasanta, Lioqueta, Apurímac, rio Ene, rio Tambo, Ucayali e Amazonas. Ele entra no território brasileiro com o nome de rio Solimões e finalmente, em Manaus, após a junção com o rio Negro, assim que sua águas se misturam ele recebe o nome de Amazonas e como tal segue até a sua foz no oceano Atlântico. Sua foz é classificada como mista, por apresentar uma foz em estuário e em delta. O rio Amazonas é o único com uma foz mista no Mundo. Centro da maior bacia hidrográfica do mundo, ultrapassando os 7 milhões de km², a maior parte do rio está inserida na planície sedimentar Amazônica, embora a nascente em sua totalidade seja acidentada e de grande altitude. Marginalmente, a vegetação ribeirinha é, em sua exuberante, predominando as florestas equatoriais da Amazônia. A área coberta por águas no rio Amazonas e seus afluentes mais do que triplica durante as estações do ano. Em média, na estação das chuvas essa área chega a ser de 350 000 km² estão submersos, enquanto que na estação das chuvas essa área chega a ser de 350 000 km². No seu ponto mais largo atinge na época seca 11 km de largura, que se transformam em 50 km durante as chuvas. Suas águas são barrentas e frias, alcançando a profundidade de 100m. Por ser um rio de planície, é navegável em toda sua extensão. 

O encontro das Águas em Manaus fazem parte da Amazônia e esta entre estas 7 maravilhas

O encontro das Águas é um fenômeno que acontece na confluência entre o rio Negro de águas preta, e o rio Solimões, de águas barrenta, onde as águas dos dois rios correm lado a lado sem se misturar por uma extensão de mais de 6 km. É uma das principais atrações turísticas da cidade de Manaus.
Esse fenômeno acontece em decorrência da diferença entre a temperatura e densidade das águas e, ainda, à velocidade de suas correntezas: O rio Negro corre cerca de 2 km/h a uma temperatura de 28°C, enquanto que o Rio Solimões corre  de 4 a 6 km/h a uma temperatura de 22°C.

Há dezenas de agências de turismo que oferecem o passeio à região, em roteiros que costumam incluir uma volta pelos igarapés da região. Se o passeio for feito em um barco pequeno, o visitante pode pôr a mão na água durante a travessia de um lado para o outro das águas, e sentir que os rios têm temperaturas diferentes.

O passeio sempre é realizado no Parque Ecológico do Janauari, onde também se pode observar e tirar fotos das plantas aquáticas Vitórias-Régias. O final do passeio é um restaurante flutuante de comidas típicas amazonenses.

História e mistérios dos encontros das águas de Manaus - Vídeo

Teatro brasileiro do Amazonas

Teatro Amazonas faz parte das 7 maravilhas de Manaus

É um teatro brasileiro localizado no largo de São Sebastião, no centro de Manaus, capital do Amazonas. O teatro, inaugurado em 1896, é a expressão mais significativa da riqueza de Manaus durante o Ciclo da Borracha. A orquestra Amazonas Filarmônica regulamente ensaia e se apresenta em seu interior.
Destaca-se também pelo estilo eclético de sua estrutura e os detalhes únicos de sua cúpula, o que o toma um dos monumentos mais conhecidos do Brasil e consequentemente o símbolo mais proeminente de Manaus. 
Estrutura física do teatro 
É composta de 36 mil peças de escamas em cerâmica esmaltada e telhas, vindas da Alsácia. Foi adquirida na Casa Koch Freres, em Paris. A pintura ornamental é da autora de Lorenço Machado. O colorido original, em verde, azul e amarelo é uma analogia à exuberância da bandeira brasileira.

Palácio da justiça: uma das maravilhas e centro histórico de Manaus

As obras da construção do Palácio da justiça começaram em 1894, e a sua inauguração foi no ano de 1990. Suas características arquitetônicas lembram a construção do segundo Império Brasileiro. O portão do Palácio é de ferro fundido vindo da Escócia. O rol superior é feito de madeira de acapu, dentro do palácio há replicas de vasos de porcelana chinesa, também há armários com mais de mil replicas de vasos de porcelana chinesa, também há armários com mais de mil livros sobre direito, e a tribuna que é onde funciona a sala do pleno tribunal, a sala das becas servia como local de descanso.
No salão tribunal do júri popular na cadeira maior sentava-se o juiz, e na parede tem alguns ornamentos de máscaras que serviam para intimidar os réus e tem também fixado na parede um crucifixo que veio após a inauguração do palácio sob a alegação de que se jesus foi julgado e condenado, por que nós meros mortais também não poderíamos ser julgados. Até 2006 o palácio funcionou como a principal sede do poder Judiciário, especialmente da instância de segundo grau, desde que o Poder Judiciário mudou-se para o Tribunal da av. André Araújo, o Palácio da Justiça passou a funcionar somente como museu, dispondo de serviços como: O café, Leão de Ouro, Loja de Souvenirs, Exposições permanentes e Temporários e visitas guiadas, e ainda aluga-se o espaço para os mais variados eventos e dispõe da sala de julgamento para que os acadêmicos do curso de Direito possam realizar o Júri simulado.

Arquipélago de Anavilhanas – um dos maiores conjuntos de ilhas fluvias de Manaus 

Há aproximadamente 100 km de Manaus, o Arquipélago de Anavilhanas é considerado um dos maiores arquipélago de ilhas fluviais (água doce), de todo o Planeta Terra.
Com cerca de quatrocentas ilhas, todas cobertas com florestas virgens, é sem dúvidas um imenso labirinto natural, e um dos grandes cartões-postais da Amazônia.
Nos meses de seca, a estiagem faz com que muitas praias de areias brancas, lindas raízes e formações rochosas apareçam.

Jardim Botânico Adolpho Ducke é uma das maravilhas de Manaus e também do mundo

Jardim Botânico Adolpho Ducke, é um jardim botânico brasileiro, localizado na cidade de Manaus, Amazonas, no bairro Cidade de Deus, zona norte. É o maior jardim botânico do mundo, possuindo mais de 5 km² de área para pesquisas.
Foi criado em 2000, pela prefeitura da cidade em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA, com o objetivo de buscar alternativas para conter o avanço da ocupação desordenada – invasões – nas zonas norte e leste de Manaus e proteger as florestas da região. A missão dos jardins botânicos é aumentar o conhecimento do público em geral quanto à importância das plantas para o homem e suas futuras gerações. O jardim botânico ocupa uma faixa de 500 hectares, corresponde a 5% da área total da reserva Florestal Adolpho Ducke. 
O jardim possui um centro administrativo, biblioteca, lanchonete, estacionamento e trilhas ecológicas que percorrem cerca de 3 quilômetros, permitindo o acesso dos visitantes aos diferentes ecossistemas da região, como florestas de baixo. Ao longo da trilha, existem diversas árvores identificadas, como Angelim-pedra, castanha-de-macaco, acariquara, breu, tachi, entre outras.
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.