Pesquisar este blog

Breaking News
recent

Tumbas e pirâmides

As pirâmides eram abrigos que cobriam as tumbas dos faraós no Antigo Império. As mais famosas foram construídas na região de Gizé e são conhecidas pelo nome dos faraós que mandaram construí-las: Quéops, Quéfren e Miquerinos.

Tumbas e pirâmides o que são?

As pirâmides de Gizé

Essas pirâmides foram construídas com blocos de calcário e granito, extraídos das pedreiras do Egito e transportados até o local em embarcações pelo Rio Nilo. Erguidas há mais de 4 mil anos, as pirâmides de Gizé são um dos monumentos mais antigos do mundo.

A Grande Pirâmide


A Grande Pirâmide, construída no reinado do faraó Quéops, cerca de 2550 a. C., é a maior e mais antiga delas. Media 147 metros de altura, e alguns, dos blocos de pedra usados na sua construção chega a pesar 50 toneladas, ou seja, 50 mil quilogramas.

A pirâmide de Quéops levou 23 anos para ser construídas e empregou 10 mil trabalhadores. Os instrumentos usados eram muito simples: martelos para abrir fendas nas pedras, rolos, rampas e trenós de madeira para transportar a pedra até os locais de construção.

As primeiras sepulturas


No início do império, os egípcios costumavam enterrar os mortos em sepulturas cavadas no solo. Colocava-se o corpo do morto em um sarcófago, um tipo de caixão, que era baixado através um poço até chegar ao fundo. Após o funeral, fechava-se o poço com pedras para impedir a violação do túmulo. Na parte externa da cova, levantava-se uma cobertura de adobe, mais tarde chamada de mastaba.

A era das pirâmides


A construção das pirâmides se iniciou no Antigo Império, por volta de 2650 a. C. A primeira foi a pirâmide em degraus, construída na região de Sacara, sob a direção do arquiteto e inventor Imhotep. Utilizando pequenos blocos de pedra, em vez de tijolos crus, Imhotep construiu para o poderoso rei Djoser uma pirâmide em forma de escada, com 60 metros de altura.

Pirâmides: uma construção muito trabalhosa


A pirâmide de Sacara inaugurou a era da construção das grandes pirâmides. Depois dela, vieram as grandes pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos.

O esforço para a construção de grandes pirâmides foi imenso: milhares de camponeses tiveram de ser retirados das lavouras para trabalhar nas obras e cerca de 10 milhões de toneladas e pedras foram usados na construção.
Uma obra tão gigantesca e trabalhosa não voltou a se repetir. As pirâmides construídas depois eram bem menores e muitas delas foram feita com materiais menos resistentes, como o adobe.

Ao terminar o Médio Império, por volta de 1800 a. C., esse tipo de construção já tinha sido abandonado pelos faraós.

Túmulos no Vale dos Reis


Vale dos Reis é o nome do local onde foram sepultados os grandes faraós do Novo Império, período de maior expansão militar da história antiga do Egito.

O Vale dos Reis se localizava em Tebas, onde hoje está a cidade de Lúxor. As tumbas dessa região eram escavadas nas rochas se chamam hipogeus.

A obra de construção de sepultura se iniciava com o trabalho dos pedreiros, que escavavam as rochas, formando corredores e câmaras. Em seguida, uma camada de argamassa era aplicada nas paredes de caverna aberta, sobre as quais os artesãos desenhavam e esculpiam, em baixo-relevo, a figura do soberano morto.

A entrada das sepulturas era fechada com entulho e detritos para impedir a invasão. Já no início do século XIX, a maior parte das tumbas já havia sido saqueada.
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.