Pesquisar este blog

Breaking News
recent

A ocupação do território brasileiro

O início da ocupação: Em 1530, com o objetivo de proteger parte da costa contra invasões estrangeiras. O rei de Portugal enviou ao Brasil uma expedição comandada por Martim Afonso de Sousa. Com ele, vieram os primeiros colonos, que iniciaram a ocupação do território em áreas da costa do Brasil. 

Tamanho do território brasileiro atual 

Brasil tem uma medida de superfície 8.515.767, 049 km², o que significa um incremento de 0,01% sobre o valor da última publicação da área territorial brasileira, em 2002 (8.514.876,599 km², segundo a estrutura política-administrativa vigente em 01/01/2001. A nova medida, que foi divulgada pelo Instituto brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), representa um incremento (de 0,001%) em relação ao valor publicado na Sinopse do Censo Demográfico de 2010 (8.515.692,272 km²).
História da ocupação do território brasileiro

História da ocupação do território brasileiro

As Bandeiras 
No século XVII, alguns moradores da vila de São Paulo de Piratininga passaram a formar expedições chamadas bandeiras. Os objetivos dessas expedições eram procurar ouro e pedras preciosas e escravizar indígenas.
A atividade dos bandeirantes teve duas consequências importantes: a descoberta de ouro e diamantes no fim do século XVII e a expansão do território.

A ocupação da atual Região Nordeste 

O nordeste é habitado desde a era pré-histórica pelos povos indígenas do Brasil, como indicam os importantes sítios arqueológicos da Pedra do Ingá e Pedra Furada.
Próximo aos engenhos de açúcar, havia criação de gado. Os bois serviam para carregar cana-de-açúcar, mover moinhos e alimentar a população.
Com a expansão dos engenhos de açúcar, a criação de gado foi aos poucos empurrada para o interior. Os vaqueiros seguiram o curso dos rios e ocuparam, junto com os animais, o interior dos atuais estados do Piauí, do Maranhão, da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

A ocupação da atual Região Sul 

Os primeiros habitantes que viviam na Região Sul do Brasil foram os povos indígenas naturais da terra, principalmente os guaranis (mbyás), os Kaingangs e os carijós.
No sul da colônia, os jesuítas fundaram missões para catequizar os indígenas. Depois, os bandeirantes chegaram à região para capturar esses indígenas para o trabalho escravo. Além desses grupos, os criadores de gado começaram a ocupar a região, pois lá havia grande área de bons pastos.
Grande número de tropeiros partia do sul levando mulas e outros produtos que seriam comercializados em Minas Gerais. Os tropeiros contribuíram para a formação de vilas e cidades em áreas que hoje correspondem às regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.
A região Sul do Brasil, ao contrário do Nordeste e do Sudeste, esteve muito tempo fora do alcance dos interesses de Portugal em virtude de fatores diversos entre os quais a posição geográfica no litoral das terras lusitanas no continente americano, posição que a tomava distante das células iniciais da colonização e, portanto afastada do eixo econômico estabelecido entre o Brasil e a Metrópole. Processou-se o desenvolvimento do Brasil nordeste com base na indústria açucareira e na mineração, mas o sul, embora em parte já desbravado, chegou ao século xx, praticamente povoado.
Do povoado que se processou até a metade do século XX resultou em uma ocupação pouco expressiva constituída por uma população rural muito rarefeita. Esta população tinha como principais atividades econômicas a criação de gado nos campos, o cultivo da cana-de-açúcar em certos pontos da faixa costeira, extrativismo vegetal de erva-mate e incipientes culturas temporárias nas orlas florestais. Era, ainda, um povoamento inicial. Foi a partir do século XIX e principalmente nos últimos 50 anos doem pleno século xx, que a ocupação humana evoluiu em marcha acelerada da qual sobreveio à ocupação permanente de toda região.
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

Um comentário:

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.