Pesquisar este blog

Breaking News
recent

O que é um terremoto e qual sua causa?

O que é o terremoto? Embora a palavra “terremoto” seja utilizada mais para os grandes eventos destrutivos, enquanto os menores geralmente são chamados de abalos ou tremores de terra, todos são resultado do mesmo processo geológico de acumulo lento e liberação rápida de tensões. A diferença principal entre os grandes terremotos e os pequenos terremotos é o tamanho da área de ruptura, o que determina a intensidade das vibrações emitidas.
Geração de um sismo por acúmulo e liberação de esforços em uma ruptura. A crosta terrestre está sujeita a tensões compressivas neste exemplo, que se acumulam lentamente deformando as rochas quando o limite de resistência das rochas é atingido, ocorre uma ruptura com um deslocamento abrupto, gerando vibrações que se propagam em todas as direções. Geralmente, o deslocamento ruptura se dá em apenas uma parte de uma fratura maior preexistente (falha geológica). O ponto inicial da ruptura é chamado hipocentro ou foco do tremor, e sua projeção na superfície é o epicentro. Nem todas as rupturas atingem a superfície.

Descrição do fenômeno

Descrição do fenômeno
A maior parte dos sismo ocorrem nas fronteiras entre placas tectônica, ou em falhas entre blocos rochosos. O comprimento de uma falha pode variar de alguns centímetros até milhares de quilômetros, como é o caso da falha de Santo André na Califórnia, Estados Unidos.
Só nos Estados Unidos ocorrem de 12 000 a 14 000 sismos anualmente (ou seja, aproximadamente 35 por dia). Baseado em registros históricos de longo prazo, aproximadamente 18 grandes sismos (terremotos ou terramotos, de 7,0 a 7,9 na escala de magnitude de momento) e um terremoto gigante (8 ou superior) podem ser esperados no período de um ano.
Entre os efeitos dos sismos estão a vibração do solo, abertura de falhas, deslizamentos de terra, tsunamis, mudanças na rotação da terra, mudanças no eixo terrestre, além de efeitos deletérios em construções feitas pelo homem, resultando em perdas de vidas, ferimentos e altos prejuízos financeiros e sociais (como o desabrigo de populações inteiras, facilitando a proliferação de doenças, fome, etc).
O sismo registrado de mais alta magnitude de momento foi o Sismo de Valdivia ou “Grande sismo do Chile” em 1960 que atingiu 9,5 na escala de magnitude de momento, seguindo pelo sismo do Alasca de 1964 que atingiu 9,2 na mesma escala.

Tipos de sismos 

A maioria dos sismos está relacionada à natureza tectônica da Terra
A maioria dos sismos está relacionada à natureza tectônica da Terra, sendo designados sismos tectônicos. A forca tectônica das placas é aplicada na litosfera, que desliza lenta mas constante sobre a astenosfera devido às correntes de convecção com origem no manto e no núcleo.
As placas podem afastar-se tensão, colidir ou simplesmente deslizar uma pela outra. Com a aplicação destas forças, a rocha vai-se alterando até atingir o seu ponto de elasticidade, após o qual a matéria entra em ruptura e sofre uma libertação através de ondas sísmicas que se propagam pela superfície e interior da Terra. As rochas profundas fluem plasticamente têm um comportamento dúcil – astenosfera em vez de entrar em ruptura que seria um comportamento sólido – litosfera.
Os sismos intraplacas também podem dar origem a sismos profundos, segundo as zonas de subducção (zonas de Benioff), ocorrendo entre os 100 e os 670 km. Devem-se à transformação de minerais – devido aos minerais transformarem-se noutros com forma mais densa e este processo é repentino. Pode ocorrer no caso da desidratação da oliva, em que esta se transforma em vidro.

O maior tremor registrado no Brasil 

O maior tremor registrado no Brasil, que atingiu magnitude 7,1 na Escala Richter, em uma região do estado do Amazonas, próximo da fronteira com o Acre, perto da cidade de Cruzeiro do Sul, em 20 de junho de 2003. Segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília, o tremor ocorreu a 533 quilômetros de profundidade, em uma região ocorrem com “certa frequência”, mas onde raramente são notados devido à grande profundidade em que acontecem, sendo detectados apenas através de sismógrafos. Cinco abalos com magnitude acima de 7 graus já foram registrados no Brasil nos últimos 100 anos, mas nenhum causou qualquer prejuízo.
No Brasil registram-se poucos abalos sísmicos. Em média ocorrem a cada ano sismo de magnitude 1 a 3 na escala de magnitude de momento e a cada cinco anos podem ocorrer abalos de magnitude 4 ou mais. Muitos tremores são repercussões das ondas de terremotos mais graves cujo epicentro se localiza na região da Cordilheira dos Andes. Os locais onde mais acontecem tremores são a Região Nordeste, seguindo do estado do Acre. No entanto, outras regiões do Brasil também são suscetíveis aos tremores de terra. O local onde frequentemente são registrados tremores é na cidade de Bebedouro em São Paulo, ocorrendo tremores de magnitude 2 a 3 quase todos os anos. Esses tremores, segundo o grupo de sismologia do IAG/USP, tem suas origens nas fracturas do basalto da formação Serra Geral e provavelmente são induzidos por poços de extração de água subterrânea na região.
A sequência de tremores de terra que atingiu João Câmera no Rio Grande do Norte, em 1986, foi a mais espetacular, a melhor documentada e estudada atividade sísmica já observada no Brasil. O primeiro evento, sentido pelos moradores e por parte da população de Natal, foi registrado em Brasília, em 21/08/86 e alcançou magnitude 4.3. no mês seguinte (3 e 5/09/86), dois eventos com magnitude 4.3 e 4.4, também sentidos, provocaram pequenos danos e foram acompanhados por vários outras réplicas.
Nas semanas posteriores a sismicidade descreveu, mas no dia 30/11/86, as 05h 19min 48 s (H.Local), aconteceu o principal tremor de toda a série, com magnitude 5.1. Ele foi seguido por centenas de réplicas, quatro delas com magnitude maior ou igual a 4.0. Danos significativos ocorreram tanto na área urbana como na rural fazendo com que grande parte da população abandonasse a cidade.
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.