Pesquisar este blog

Breaking News
recent

5 mensagens ocultas em obras clássicas

As grandes obras de arte não são conhecidas somente pela sua perfeição e beleza e autenticidade em si, mas sim pelos seus enigmas de significado que cercam.
As pinturas e histórias que você vai ver abaixo são todas reais, são representações clássicas que pode assombrar com “segredos” ocultos por séculos, até que técnicas de restauração ou novas tecnologias desvendaram algumas imagens camufladas do mundo da arte.

Mensagens escondidas em obras antigas  

Mensagens escondidas em obras antigas
Veja as imagens realmente tem seus mistérios ocultos que aos poucos estão sendo desvendadas.
Young Woman Powdering Herself 
Obras clássicas de Young Woman Powdering Herself
O pintor Geoorge Seurat internacionalmente escondeu parte da sua pintura “Young Woman Powdering Herself”. A tela retrata uma jovem aplicando maquiagem. Ela era modelo Madeleine Knobloch, amante de Seurat. O fundo da pintura é de um quarto com vários itens em exposição. Um desses itens é um espelho na parede que reflete um vaso de flores sobre uma mesa.
Primeiramente, Seurat pintou seu autorretrato sob o espelho. Recentemente, ficou provado que o artista acrescentou o reflexo das flores para cobrir sua própria imagem. Isso porque, antes da pintura ser exibida, Seurat supostamente pediu a opinião de um amigo. Sem saber do affair, o amigo comentou que o retrato na sala era cômico. Seurat, em seguida, decidiu cobrir sua imagem para manter seu caso extraconjugal em segredo.
Mona Lisa, Leonardo da Vinci 
Quadro de Mona Lisa, Leonardo da Vinci
Um grande gênio não só na arte, mas na ciência, Leonardo Da Vinci foi uma das maiores mentes da história e sua obra, La Gioconda, mas reconhecida como a Mona Lisa, é muito mais do que um sorriso difícil de escrever. 
Enigma - Mona Lisa, Leonardo da Vinci
Quem avaliou o trabalho descobriu números e iniciais escondidas. Acredita-se que Da Vinci deixou pistas de um código oculto em várias de suas obras.
Still Life With Meadow Flowers And Roses
Quadro: Still Life With Meadow Flowers And Roses
Desde 1974, experts têm discutido se Vincent van Gogh de fato pintou “Still Life With Meadow Flowers And Roses”. Isso porque muitos detalhes – como formato, composição e até mesmo a localização da assinatura – desta pintura não combina com outras obras do artista.
Com a sua autenticidade em questão, a pintura foi retirada do catálogo do pintor. Foi apenas quando a imagem de dois lutadores foi descoberta sob a tela que o trabalho foi considerado um verdadeiro Van Gogh. Especialistas em arte sabiam que Van Gogh já tinha feito imagens de lutadores antes e pintado sobre eles.
Depois de 10 anos de cuidadosa investigação, incluindo um estudo dos pigmentos usados pelo pintor, a obra foi finalmente declarada um autêntico Van Gogh. O artista havia até mencionado a imagem dos lutadores em uma carta de 1886: “Esta semana eu pintei uma coisa grande, com dois torsos nus e dois lutadores”. Ele acrescentou que ficou muito alegre com os resultados.
A criação de Adão: O cérebro flutuante
O cérebro flutuante
A obra de Michelangelo “A criação de Adão” é um dos mais reconhecidos painéis da Capela Sistina e uma das imagens mais icônicas da humanidade. Michelangelo é popular como um dos maiores pintores e escultores do Renascimento italiano. O que não é tão conhecido é que ele era um ávido estudante de anatomia que, com a idade de 17 anos, começou a dissecar cadáveres do cemitério da igreja. Agora, um par de especialistas em neuroanatomia norte-americanos acreditam que Michelangelo deixou algumas ilustrações anatômicas em uma de suas obras mais famosas – a Capela Sistina.
Enquanto alguns podem julgar isso como um acaso, os especialistas sugerem que seria difícil de explicar que esta não era a intenção de Michelangelo. Mesmo componentes complexos dentro do cérebro, como o cérebro, quiasma, glândulas pituitária, podem ser encontrados na imagem. A faixa verde que aparece embaixo de Deus segue exatamente o caminho da artéria vertebral, por exemplo.
O profeta Zacarias de Michelangelo
O profeta Zacarias de Michelangelo
Um dos afrescos que enfeitam a Capela Sistina que guarda várias obras, algumas das quais são destinadas aos profetas. Apesar de não ser um dos mais eletrizantes, o profeta Zacarias é tão importante quanto estranho. Neste trabalho, o criador não teria meditado no profeta Zacarias, mas no Papa Júlio II, com quem teve um relacionamento mau, e os anjos que estão por trás do personagem, seria um insulto com o clássico gesto do dedo médio levantando. A mensagem sutil que certamente ocasionou prazer em Michelangelo.
Volte a analisa essas obras de arte procurando estes sinais que nos dão a conhecer que as instruções do pintor iam muito além do imaculado e quem sabe, talvez descubra novas pistas convenientes.
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.