Pesquisar este blog

Breaking News
recent

Qual a diferença entre Sujeito ativo, passivo, direitos e como se dividem

Sujeito passivo é um conceito jurídico nos campos do direito penal, direito processual, direito tributária, direito civil e outros.
Diferença e direito entre Sujeito ativo e passivo
Em geral, é o sujeito que, em uma relação jurídica, sofre uma ação ou sujeição imposta pelo sujeito ativo. Por exemplo, pode ser estimado sujeito passivo o réu em uma ação judicial ou o devedor em uma relação obrigacional. 

Diferença e direito entre Sujeito ativo e passivo

No direito penal 
No direito penal, sujeito passivo é o titular do bem jurídico lesado ou exposto a lesão pela conduta delituosa do agente.
No direito tributário 
“Sujeito ativo da obrigação é a pessoa jurídica de direito público titular da competência para exigir o seu cumprimento”, é aquele que tem o direito de exigir a obrigação tributaria imposto ao sujeito passivo, é o credor, ou seja, o que integra o pólo ativo da relação jurídica tributária.

Há dois tipos de sujeito passivos (que se dividem em direto e indireto). 

No direito tributário, o sujeito passivo da obrigação acessória, conforme o artigo 122 do CTN, é a pessoa obrigada às prestações (dever de prestar) que constitui o seu objeto, ou seja, a pessoa obrigada a fazer, a não fazer ou tolerar uma gama de deveres no interesse da arrecadação e da fiscalização tributaria, ou seja, são componentes do objeto principal. É a pessoa à qual a legislação tributaria atribui deveres diversos do dever de pagar.
“Sujeito passivo da obrigação principal é a pessoa obrigada ao pagamento de tributo ou penalidade pecuniária. Parágrafo único: o sujeito da obrigação principal diz-se: I – contribuinte, quando tenha relação pessoal e direta com a situação que constitua o respectivo fato gerador: II – responsável, quando, sem revestir a condição de contribuinte, sua obrigação decorra de disposição expressa em lei”.”a identificação do sujeito passivo da obrigação principal (gênero) depende de verificar quem é a pessoa que, à vista da lei, tem o dever legal de efetuar o pagamento da obrigação, não importando indagar qual o tipo de relação que ela possui com fato gerador”. É aquele obrigado a pagar- um dar, um entregar- o tributo ou uma penalidade pecuniária ou multa, podendo ser classificado como sujeito passivo direito e indireto.
O sujeito passivo direto é o contribuinte, ou seja, aquele que tem relação pessoal e direta com a situação que constitua o fato gerador tributário – fato típico prescrito na lei. Se o sujeito passivo direto não cumpre com a obrigação tributária, então ele (o contribuinte) é o próprio a ser responsabilizado pelo inadimplemento da obrigação.
O sujeito passivo indireto é o responsável pelo pagamento do tributo, ou seja, aquele que não se reveste necessariamente na condição de contribuinte, tendo relação indireta com o fato tributável.

Diferença entre os tipos de ativos e passivos financeiros 

Em contabilidade o passivo corresponde ao saldo das obrigações devidas, enquanto no ativo se representa os bens e direitos que pertencem a uma determinada entidade.
Tipos de ativos 
Ativo circulante: representa aquilo que se tem a receber em curto prazo, até o término do exercício social da sua empresa (espaço de tempo entre um balancete financeiro e outro). Temos como exemplos o dinheiro em caixa ou em bancos, duplicatas, estoques, em outros.
Ativo disponível: são todas as contas que podem ser liquidadas (recebidas) imediatamente. Exemplo: dinheiro disponível em caixa.
Ativo diferido: são todos os gastos que a empresa teve, porém que pode ser resgatados mais adiante. Exemplos: gastos com a pré-organização da empresa, investimento em pesquisas, pagamentos feitos com o intuito de reestruturar societariamente a empresa, entre outros.
Ativo fictício: são todos os valores que constam somente no balanço patrimonial, mas que não fazem parte do patrimônio da empresa. Exemplo: dinheiro ou bem dado como pagamento de propina.
Ativo oculto: são valores que existem, porém não constam no balanço patrimônial. Exemplo: propinas recebidas.
Ativo permanente: são receitas que não precisão ser transformados em dinheiro, não havendo prazo para venda, ultrapassando um exercício social.
Ativo realizável a longo prazo: representa tudo o que a empresa tem para receber após o término de seu exercício social. Exemplo: valor de empréstimos realizados a sócios ou acionistas.
Tipos de passivos 
Passivo a descoberto: acontece quando o ativo da empresa é menor do que o passivo. Assim, é mostrado o saldo devedor.
Passivo circulante: aquilo que deve ser pago até o final do exercício social da empresa. Exemplos: duplicatas empréstimos, salários de funcionários, entre outros.
Passivo exigível a longo prazo: pagamento que serão feitos após o término do exercício social da empresa.
Passivo fictício: constam no balanço patrimonial, mas já não existem, pois já foram quitadas.
Passivo não exigível: a empresa não é obrigada a pagar essas despesas.

 Referência:
*Sujeitos ativo e passivo – Wikipedia 
*Diferenças entre os tipos de ativos e passivos financeiros - Pontual Contadores Associados
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.