Pesquisar este blog

Breaking News
recent

História da AK-47

AK-47, sigla da denominação russa Avtomat Kalashnikova odraztzia 1947 goda ("Arma automática de Kalashnikov modelo de 1947") é um fuzil espingarda de assalto de calibre 7,62x39 mm criado em 1947 por Mikhail Kalashnikov e produzido na União Soviética pela indústria estatal IZH. 
AK-47

História 

O fuzil automático AK-47 modelo de 1947 apareceu na União Soviética logo após o fim da Segunda Guerra Mundial inspirado no fuzil alemão Sturmgewehr 44, sendo o fuzil mais fabricado de todos os tempos. Estima-se que o numero de exemplares produzidos tanto na Rússia como sob licença em países como Bulgária, China, Romênia, Índia, Hungria, Coréia do Norte entre outros, chegue perto dos 90 milhões. Países como Israel e Finlândia também se basearam no projeto deste incrível fuzil para produzirem seus modelos M62 e Galil. É caracterizado por sua grande rusticidade, simplicidade de operação, facilidade de produção em massa e manutenção, além de reconhecida estabilidade em baixas e altas temperaturas. Apenas deixa a desejar nos requisitos de precisão, ergonomia e peso.

Funcionamento 

Funcionamento da AK-47
Seu funcionamento se dá de modo similar aos fuzis de assalto, pelo aproveitamento indireto dos gases que são desviados da parte posterior do cano até um cilindro montado acima deste, onde pressionam um êmbolo de longo curso que aciona o recuo do ferrolho de trancamento rotativo. O ferrolho desliza sobre dois trilhos na caixa da culatra com uma folga expressiva entre as peças móveis e fixas, o que aceita que opere com o seu interior saturado de lama ou areia. Dispara munição 7,62 x 39 mm nos modo automático e semiautomático. Seu registro de tiro e segurança é analisado por muitos sua principal desvantagem, não corrigida nos modelos posteriores. É lento e desconfortável, exige esforço extra para operar, especialmente com luvas, e quando acionado produz um “clique” alto e distinto. Outra desvantagem é a posição do ferrolho, que permanece fechado após o último tiro.
É alimentado por um carregador tipo cofre metálico bifilar de trinta projéteis, com retém localizado à frente do guarda-mato. Outros tipos de carregadores como o de quarenta projéteis ou tambor de 75 projéteis da RPK também podem ser usados. Seu aparelho de pontaria é graduado de 100 m a 1000 m (800 no AK), e um ajuste fixo que pode ser usado para todas as faixas de até 300 metros. Podem também ser equipado com lançador de granadas montado sob o cano. A versão de coronha dobrável foi desenvolvida para as tropas aerotransportadas e denominadas AKS (AKMS). Os AK foram concebidos com baionetas destacáveis do tipo faca, que associada a sua bainha transforma-se numa tesoura de cortar arames.

Vídeo


Referências e Bibliografia
1* Beraldi, Alexandre. "Histórico da Evolução do Fuzil de Assalto, a Atualidade e o Contexto Brasileiro." (2004).
2* Frías, Ivonne Areli Castellanos, Rodrigo Ruiz Herrera, and David Vega García. "Fusil de asalto AK-47 en comparación con la pistola ametralladora FNAB MP 43 CAL 9 mm. Procesos de investigación para caracterizar y darle identidad a una obra y sus propuestas de intervención." Estudios sobre conservación, restauración y museología 1 (2015).
3* Fontes, Hugo. "Guerra de Manobra e Operações de Baixa Intensidade." (2015).
4* Trajano, Ana Rita Castro. "e-cadernos ces."
5* Viglione, Gabriel A. Gamarra. "Historia del Fusil de Asalto." Skopein: La justicia en manos de la Ciencia 12 (2016): 4.
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.