Pesquisar este blog

Breaking News
recent

Sucesso Profissional

Sabe-se que sucesso profissional não é algo estático ou que, uma vez alcançado, sustenta-se sozinho para sempre. Sucesso é um caminho a ser percorrido a cada dia. Agora, vou lhe apresentar as três marcas dos vencedores que atingem o tão sonhado sucesso na carreira profissional. Elas não são as únicas, mas são indispensáveis para você.
● Determinação
● Automotivação
● Conhecimento
Determinado 
Determinado
Está característica está totalmente associada à ATITUDE que a pessoa tem frente aos desafios da vida. A Bíblia, livro escrito na Antiguidade, afirma que ‘’como imagina em sua alma, assim ele é’’ (Provérbios 23:7). Isso indica que nossa mente tem um fantástico poder interferir em nossas ações e modificar os resultados a serem alcançados.
No Livro A Vantagem dos Vencedores, Denis Waitley faz a seguinte observação: ‘’A vantagem da pessoa vitoriosa não é nascer em berço de ouro, ter QI altíssimo ou muito talento. A vantagem dos vencedores reside totalmente em sua atitude, não nas aptidões. A atitude é o critério básico do sucesso. Mas você não consegue comprar uma atitude positiva nem por um milhão de dólares. Atitudes não estão à venda. ’’
Cabe a você correr para pagar o preço de seu sucesso. Suas atitudes é que o levarão para o sucesso ou para o fracasso na vida. Muitos levam a vida esperando pela ‘’sorte’’. Mas eu lhe pergunto: O que é sorte? Para mim, sorte é ir ao encontro das oportunidades. Sorte é pagar o preço e conquista dos sonhos. Portanto, você precisará decidir-se a pagar o preço do sucesso.
Nunca se contente com o sucesso que já alcançou ou com uma etapa conquistada. Imponha sempre novos limites para atingir. Acredite em seu potencial e bata novos recordes. Esteja sempre buscando crescer, subir, aprender e fazer mais. Mas faça isso sempre se lembrando de competir com você mesmo e não com os outros. Tente melhorar os próprios resultados. Em vez de temer que algum colega seja superior a você, aceite a ajuda dele para auxiliá-lo em seu crescimento e aprendizado. Veja seus colegas de trabalho como companheiros e não como rivais. Não tema pelo sucesso dos outros.
Não tenha medo de arriscar-se. Claro que você deve assumir riscos calculados e não agir de forma inconsequente, mas saia de sua ‘’zona de conforto’’. Caso fracasso degraus para subir no trampolim que o levará ao sucesso.
Outro aspecto fundamental está relacionado com o TEMPO. Você já parou para observar como se desperdiça tempo? O sucesso está altamente relacionado com quilo que se faz com o tempo. É possível escolher fazer um curso de aperfeiçoamento profissional após o trabalho, ou ir para casa assistir televisão e conversar com os amigos.
O tempo passa da mesma forma. A diferença é que, no fim de um ou dois anos, você estará mais qualificado profissionalmente, podendo assumir novos desafios, responsabilidades e, em contrapartida, recebendo melhor remuneração, ou continuar marcando.
A dica é: não desperdice seu templo. Faça planos sobre como utilizá-lo. Quando se tem um plano de vida estabelecido, o tempo acaba sendo mais bem empregado. E atenção: nunca deixe de monitorar esse precioso recurso que Deus lhe deu.
Automotivação
Automotivação profissional
A motivação pode receber duas classificações: a endógena e a ambiental. Endógena é a que se produz dentro de cada pessoa (endo = dentro; geno = ou produzir). Essa é uma forma de motivação que ocorre independentemente dos fatores externos. Eu a chamo de automotivação.
A motivação ambiental é fruto das circunstâncias e ambientes que se está inserido. Esses fatores exercem influência sobre o indivíduo e podem afetar seus resultados positiva ou negativamente. A isso chamo de estímulos.
Gosto sempre de me referir a essa temática como automotivação, e não como motivação. A razão é que não acredito nos resultados que essa forma de motivação exterior pode desencadear a longo prazo. Ou você é automotivado, independentemente dos fatores externos, ou ninguém poderá motivá-lo. O que os fatores externos podem fazer é trabalhar com seu estímulo. Vou explicar melhor: a empresa pode oferecer condições de você sentir-se mais ou menos estimulado no trabalho, mas nunca interferir em sua motivação, pois é você quem se motiva pendentemente das circunstâncias.
Um típico exemplo disso são as palestras chamadas de motivacionais. No fim da palestra, o grupo está unido, motivado, feliz, querendo correr em busca de resultados, etc. Uma semana depois, de volta à rotina, quase ninguém mais se lembrará do que foi abordado na palestra.
‘’Quem desenvolve a capacidade de criar motivação própria, sem depender de estímulos externos, ganha pontos em um aspecto importantíssimo: na autonomia. Recorrer a estímulos ambientais é bastante sensato, mas encontrar dentro de si mesmo a força motriz é melhor ainda, pois dessa maneira a pessoa se mantém mobilizada mesmo que as condições do ambiente estejam passando por um momento desfavorável – o que, como sabemos hoje em dia, ocorre com certa regularidade’’.
Desta forma, o profissional de sucesso deve desenvolver a competência de ser automotivado, a despeito de a empresa oferecer ou não estímulos adicionais. Cada pessoa precisa descobrir formas e estratégias e desenvolver em si mesma os reais motivos que a levem às ações.
‘’Automotivar-se significa ganhar independência, carregar a própria fonte de energia, não ser paralisado por problemas, estabelecer uma relação mais saudável com aquilo que estamos fazendo. As motivações ambientais, extras, extrínsecas não ‘pertencem’ às pessoas. Ao contrário, são pessoas que pertencem a elas. Quando contamos apenas com estímulos de fora para dentro, tornamos-nos dependentes do que ou de quem tem o poder de nos motivar’’.
Então, permita-me uma pergunta: você se sente automotivado? Essa é uma grande pergunta para qual precisamos urgentemente de resposta concreta. Acredito que ninguém consegue produzir bem, e com qualidade, se não estiver realmente automotivado.
A motivação é algo amplo: motivação na família, no trabalho, nos estudos, na vida, etc. No entanto, para que se encontre a real motivação, precisamos primeiramente estabelecer nossos sonhos, nossas metas, nossos alvos de vida. Precisamos ter um norte estabelecido para que possamos chegar até ele. Não dá para viver feliz e realizado sem saber para onde ir, como e quando chegar até lá. Pessoas bem-sucedidas fazem seus planos e mantêm alvos claros e específicos. Portanto, você precisa estabelecer ou reafirmar seu PLANO DE VIDA claramente:
Infelizmente, muitas pessoas levam a vida de forma passiva. Preferem assumir uma postura de passividades em vez de agir proativamente. É como se elas estivessem esperando que alguma coisa acontecesse e, do dia para a noite, transformasse sua realidade. Mas a vida não é assim. Você nunca terá uma segunda chance de viver o dia de hoje. Os especialistas afirmam que para as pessoas proativas o seu foco está na preparação. Por outro lado, os reativos acabam focando na reparação, ou seja, em consertar os erros.
Por isso, é tão necessário o plano de vida. Preciso ter as rédeas de minha vida nas mãos, e não ser guiado pelo acaso. Porém, não basta ter esse plano apenas no papel; é preciso persegui-lo a todo custo. E isso nem sempre é fácil, pois grande parte das pessoas não é autodisciplinada.
Um demonstrativo é que muitos desejam ser magros, mas poucos realmente se dedicam ao regime alimentar apropriado e à atividade física regular. Todos amam a ideia de ganhar muito dinheiro, mas poucos realmente abraçam com alegria a necessidade de trabalhar duro para conquistá-lo.
Assim, a disciplina é outro elemento fundamental para o sucesso, e, quando estamos realmente automotivados, todas as etapas nos darão alegria ao cumpri-las, pois sabemos para onde estamos indo é quando pretendemos chegar.
Conhecimento
Conhecimento
Este é um fator extremamente importante como os demais. Algum tempo atrás, o profissional de sucesso era aquele que sabia fazer um pouquinho de tudo. Porém, esse conceito está mudando. Conclui-se que quem sabe um pouquinho de quase tudo não sabe o suficiente de quase nada. É a dicotomia existente entre generalistas e especialistas.
Hoje, o mercado busca profissionais que sejam especialistas. Uma boa definição para o profissional especialista é a do profissional que sabe quase tudo e quase nada. Ou seja, está sufocado em um segmento, e daquele segmento ela sabe quase tudo.
Muitas pessoas se queixam da falta de oportunidades, de não terem nascido em ‘’berço de ouro’’, de não terem boa aparência, etc. Entretanto, quando temos conhecimento, nada disso tem relevância.
Portanto, seja amante dos livros e dos estudos. Você precisa sair em busca de diferenciais competitivos. Conhecimento é algo que se adquire por meio de muito estudo, muita pesquisa, mas vale à pena. Não se contente com o que você já conquistou. Se você concluiu o ensino médio, busque uma graduação, depois uma pós: especializações, mestrado, doutorado, etc. O mercado está extremamente competitivo e você precisa de seu lugar, mas suas atitudes definirão o tamanho do seu sucesso ou de seu fracasso.
Empresas de sucesso

Empresas de sucesso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Comentario

Fabiano . Tecnologia do Blogger.